Domingo, 30 de Setembro de 2007

Cinzas...

 

Quebram-se silêncios…

Dos frágeis segredos…

Esvoaçam palavras perdidas

Como cinzas num rodopiante furacão

Surgem actos…acções

Medos e frustrações

 

Fogo momentaneamente abafado

Por segredos que nos silêncios é guardado

Negras cinzas esvoaçantes

Outrora resultado de fogo ardente…

Apaixonado…

Agora inanimado…

 

Quebram-se silêncios…

Dos longínquos tempos …errados

Adulterando ciúmes adormecidos

Cercando os pensamentos

 Por todos os lados

 

Negrumes cinzas...das

Chamas errantes

Gritam aos segredos...que

Jamais serão guardados nos silêncios...

Envenenando ciúmes

Das quentes cinzas amantes

 

 

 

 

 

 

publicado por wings às 02:13
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Secreta a 1 de Outubro de 2007 às 09:05
Cinzas ... tudo o que fica de todas as palavras "queimadas" ...
Beijito :)
De Anónimo a 2 de Outubro de 2007 às 20:28
todo o ser humano tem momentos "menores".... o ciume é fruto da paixão ;
segredos todos temos direito a ter.
tudo é fácil desde que o ser humano não complique! Não se valorizem momentos, valorizem-se vivências! A vida está aí para ser aplaudida dia a dia......amanhã é sempre longinquo, o hoje é tudo o que temos! Aproveitem!

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds