Sábado, 11 de Novembro de 2006

Hoje...e o vazio

 

 

Hoje, nada escrevo
Sinto o vazio das palavras
Presas nestes cobardes dedos
Palavras que se diluem…se desfazem…desaparecendo
Diluídas nas lágrimas…nos medos
Que deviam ter caído …mas ficaram
Reféns num coração
Agora...rochedo
publicado por wings às 21:13
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Maria Papoila a 12 de Novembro de 2006 às 19:04
Tanta amargura neste poema... mas mesmos os rochedos são quebrados por um raio... Porque não de Esperança? Um raio de Esperança deste campo... obrigada pela tua visita e palavras.
Beijo
De Secreta a 13 de Novembro de 2006 às 08:56
Cabe a ti deixar o coração amolecer novamente , deixares as lágrimas rolarem , mesmo que doa.
Deixo um beijito.
De Bruxinhachellot a 16 de Novembro de 2006 às 21:58
Por vezes nos faltam as palavras, necessitamos de silêncio e meditação. A poesia segue seu curso.

Em minhas caminhadas encontrei seu lugar.

Beijos de orvalho.
De Secreta a 17 de Novembro de 2006 às 11:23
Olá.
Passei por cá e deixo um beijito.

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds