Sábado, 23 de Setembro de 2006

Tomadores de Sonhos

 

Serei velha árvore 

De tronco e raízes profundas

Afundadas em sentimentos...sonhos e ilusões

Como frágeis são meus ramos

Sem caules... folhas e ligações

Serei velha árvore

Enganada no tempo

Tomada por sonhos, sorrisos e maldições

Em minha seiva...restam memórias

Fotos...histórias...

Lembranças de faces, e choros de criações 

Nada mais restará

Nada mais poderei fazer

Com lágrimas de orvalho...largarei

Folhas minhas ao vento

E como velha árvore restarei

Esquecida no tempo 

Pelas folhas às quais, um dia... a vida eu dei

publicado por wings às 21:37
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Maria Papoila a 24 de Setembro de 2006 às 17:00
Grata pelas visitas e folhas largadas lá no meu campo...
Lindo poema! Mas a velha árvore cada dia se renova e de novo se cobrirá de folhas que alimentará de seiva e largará uma a uma até não mais rebentar mas restará de pé... Lindo!
Beijo
De Peter15 a 26 de Setembro de 2006 às 23:48
A Maria Papoila comentou bem. As folhas renascem com a Primavera.
De Ana a 27 de Setembro de 2006 às 08:11
Bem me parecia que... escondido... choravas lágrimas de orvalho! Afinal... não és feliz neste "novo" jardim!!!

Comentar post

.online

.mais sobre mim

.Olha as horas

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

.links

.Visitas

Free Counter

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds