Sábado, 23 de Setembro de 2006

Tomadores de Sonhos

 

Serei velha árvore 

De tronco e raízes profundas

Afundadas em sentimentos...sonhos e ilusões

Como frágeis são meus ramos

Sem caules... folhas e ligações

Serei velha árvore

Enganada no tempo

Tomada por sonhos, sorrisos e maldições

Em minha seiva...restam memórias

Fotos...histórias...

Lembranças de faces, e choros de criações 

Nada mais restará

Nada mais poderei fazer

Com lágrimas de orvalho...largarei

Folhas minhas ao vento

E como velha árvore restarei

Esquecida no tempo 

Pelas folhas às quais, um dia... a vida eu dei

publicado por wings às 21:37
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Maria Papoila a 24 de Setembro de 2006 às 17:00
Grata pelas visitas e folhas largadas lá no meu campo...
Lindo poema! Mas a velha árvore cada dia se renova e de novo se cobrirá de folhas que alimentará de seiva e largará uma a uma até não mais rebentar mas restará de pé... Lindo!
Beijo
De Peter15 a 26 de Setembro de 2006 às 23:48
A Maria Papoila comentou bem. As folhas renascem com a Primavera.
De Ana a 27 de Setembro de 2006 às 08:11
Bem me parecia que... escondido... choravas lágrimas de orvalho! Afinal... não és feliz neste "novo" jardim!!!

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds