Sábado, 8 de Março de 2008

E aqui por ti esperarei.....

 

Acrilico de Wings

Mergulho na escuridão

Afundando-me no seu horizonte

Procuro-te na sua imensidão

Aqui sentado, no nosso monte

 

Quero-me perder em ti

Arder na chama do teu olhar

Viver os momentos que não vivi

E no perfume dos teus cabelos viajar

 

No vazio dos meus lábios

Habita o sabor da tua pele

No quente beijo dos sábios

Preencheste meus favos, deixando teu mel

 

E aqui por ti esperarei

No vazio silêncio

Da lágrima que derramei

Abraçado às memórias deste leito imenso

 

publicado por wings às 00:51
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Lua de Sol a 9 de Março de 2008 às 02:18
Bem, o poema é o que "a gente sabe"... Muito bonito, como de costume. Adorei a parte dos favos de mel...
Agora, o quadro... O que lhe falta?! Nada! Está simplesmente espectacular. Adorei! As cores, a representação sobre a forma de gato... Está fantástico! E tão simples, como aprecio!
Óh meu amigo só não percebi uma coisa... o 25... Vais ter que me explicar! Hehe!
Parabéns, demorou mas valeu muito a pena. AMEI

Beijinhos
De wings a 10 de Março de 2008 às 23:32
Como já vi que gostaste, mas ficaste com a pulga atrás da orelha sobre o "25", bem, como já te tinha dito, o quadroj á não é meu, é da(....), e o "25", é um certo dia no mês de Outubro, em que dois sinais solitários, se encontraram por acaso numa virtual troca de uma rosa, e depois foram felizes para sempre.

Beijokas cá do Trypas
De Lua de Sol a 11 de Março de 2008 às 14:34
Ahhhhhhhhhhhh!!!! Hehe! Assim já faz sentido! Faço ideia a quantidade de quadros da (...)!!!
És um romântico!
A sorte dela! Ah, ah!

Beijocas meu querido
De Carla a 10 de Março de 2008 às 10:14
adorei o calor que estas palavras transmitem, acompanhadas pelas cores de verão de um quadro que nos transporta par diferentes graus do sentir
boa semana
beijinhos
De wings a 10 de Março de 2008 às 23:37
Obrigado Carla pelas tuas palavras, como sempre são uma lufada de incentivo, para alguém como eu, que nem sempre tem a motivação necessária, para fazer coisa alguma!


Beijinhos
De Secreta a 11 de Março de 2008 às 09:32
Esperar pelo amor ausente , agarrado a memórias que ajudam a suportar o silêncio.
Beijito.
De Cöllyßry a 12 de Março de 2008 às 20:09
Saber esperar é um dom...Belo poema

De volta, meu doce beijo deixo
De wings a 19 de Março de 2008 às 00:48
Venho atrasado, mas agradeço a tua vinda, realmente já à muito tempo que por aqui não deitavas um olho, mas fico contente com a tua volta e com as tuas palavras, ainda bem que gostaste, volta sempre, aqui estarei.

Um beijito
De Tânia Vargas a 13 de Março de 2008 às 23:19
Gstei mt do poema...ta mt bem construido =)
De wings a 19 de Março de 2008 às 00:51
Gostei muito da tua vinda aqui, pelo comentári que deixaste, volta sempre, é sempre bom ter amigos que nos leem e sentem os nossos momentos.

Beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds