Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

Hoje não quero!!!

 

 

Acrilico de Wings

Hoje não quero!

Fechar os olhos e dormir

Esticar meu braço

E minha mão não te sentir

 

Hoje não quero!

Na cama me virar e revirar

Sentir o teu aroma

E no teu calor, não tocar

 

Hoje não quero!

Beijar-te em pensamento

Sentir o frio vazio dos teus lábios

Na falta do beijo que lamento

 

Hoje não quero!

Que as horas marquem a distância

No destino de uma dor

Transformada em ânsia

Hoje simplesmente não quero!

 

publicado por wings às 23:21
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De Carla a 25 de Fevereiro de 2008 às 12:10
Hoje não queres o vazio, a ausência de aroma, o incómodo frio e a distância que o tempo não quebra...
...mas queres certamente a mão que acaricia, o aroma que te inebria, os lábios que aquecem e a distância vencida
Boa semana
De wings a 29 de Fevereiro de 2008 às 00:03
Olá minha amiga, tens toda a razão nas palavras que escreveste, por vezes a separações são dolorosas, embora obrigatórias, sem hipótese de contorno, embora temporárias, temos de enfrentar a dor como mais uma faceta desta parca vida que temos.

Beijinhos
De Secreta a 25 de Fevereiro de 2008 às 14:43
Não querer a distãncia , não querer a saudade , não querer a ausência ...
Como te entendo!
Beijito.
De wings a 29 de Fevereiro de 2008 às 00:05
Minha amiga, eu sei que sabes como me sinto, por isso as tuas palavras são um doce, para a minha tristeza.

Beijinhos
De João Cordeiro a 25 de Fevereiro de 2008 às 15:53
Hoje simplesmente não quero, deixar de elogiar este inebriante poema de amor e paixão.


Um beijo de sonho e de ternura
De wings a 29 de Fevereiro de 2008 às 00:08
Muito obrigado meu amigo!
Obrigado pela tua presença e por demonstrares da forma que melhor sabes, pelas palavras.

Um Abraço
De Lua de Sol a 26 de Fevereiro de 2008 às 01:25
Querias festa!!!!! Não ligues, estou a brincar! Era uma tentativa da tonta Alface te fazer rir! Ah, ah!
Eu sei que é difícil... Mas...

Um dia da ausência só a lembrança ficou
Envolto em telas e poesia
Brindas o amor que voltou
Para te acompanhar e satisfazer a fantasia

O poema está lindo, como sempre. E como sempre, repleto de sentido:), de Sentimento...

O quadro... Era este?
Olha, gosto imenso da junção do laranja com o azul. Gosto imenso da figura. A cor e o traço da figura estão impecáveis... Assim como a ideia de "sem cabeça", ou com "a cabeça nas nuvens" ou a cabeça "cheia de tudo e de nada"... Só a parte cinzenta me daria vontade de completar! Desenharia contornos de cabeças, rostos, só a preto, como se fossem esboços ligeiros a tinta da china! Uma ideia maluca... Mas sempre que olho para o teu quadro e para aquele cinzento com textura de nuvem, de vento, de tempo... apetece-me desenhar-lhe cabeças.... É como a "panca" dos botões! Vá-se lá saber porquê!!!! Sim, como se pudessem haver cabeças à escolha para o corpo, cada uma com um estado de espírito... Uma a sorrir, outra nostálgica, outra de perfil, outra de frente... É porque aquele corpo faz-me lembrar que anda à procura ou à espera de algo.

Faz-me lembrar o estado de espírito que reina por certas paragens...

Mas gostei. A sério!

Mil beijocas da Alface

De wings a 26 de Fevereiro de 2008 às 09:23
Olá Aacinha!
è minha amiga como sabes por estas bandas reina o vazio, colmatado por umas escassas horas, mas paciência, temos de enfrentar, a esperança do amanhã não esmorece.

Não o quadro não é este! Este penso eu deve ter dois anos, foi penso eu o meu terceiro ou quarto, já não sei bem, e como vês a minha tara de pintar corpos sem cabeça, já vem de longe, não me perguntes porquê, talvezporque não lhes quero dar personalidade própria, deixando isso a quem os vê, as nuvens não passam de pensamentos sombrios e conturbados.
Enfim manias, todos as temos e eu não fujo à regra......eheheheheh
Quanto ao outro, ainda estou na fase de que falta qualquer coisa, mas ainda não descobri o quê!!!

Beijokas cá do tripas que também não tem a dita no sitio......eheheheheheh
De toda a 28 de Fevereiro de 2008 às 09:16
Como eu entendo...
De tanto querer, há mesmo alturas em que não queremos... Porque querer é bem mais fácil, não é? Mesmo quando não se consegue ter...
Já a Barbie sem cabeça tem um traseiro muito maduro! A mim só me lembra mesmo uma boneca, igual a tantas que eu tinha, às quais acabava por arrancar a cabeça, só para ver como era lá dentro...
É tão bom ser criança e pensar que basta tirar a tampa para perceber o interior das pessoas.
Um grande beijo
:))
De wings a 29 de Fevereiro de 2008 às 00:14
Confesso que já lhe tinham chamado alguns nomes, mas Barbie, e´a primeira vez, mas até encaixa......eheheheh
Só mesmo sendo crinça é que se pode acreditar que arrancando a cabeça de alguém para se ver o seu interior, porque na realidade, se arrancares a cabeça a muita gente, eu nem quero imaginar o que se pode encontrar, penso que é bem melhor deixar lá a cabecinha, porque pode alastrar a epidemia.....ehehheheheh

Beijokas, hoje fizeste-me rir
De Secreta a 29 de Fevereiro de 2008 às 16:31
Olá ,
Venho desejar um bom fim de semana :)
Beijito.
De Secreta a 4 de Março de 2008 às 09:43
Olá,
Vim fazer uma visita.
Deixo um beijito.

Comentar post

.mais sobre mim

.Novembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.arquivos

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

.links

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds